CHEMISE O CHARMOSO QUE ATRAVESSA DÉCADAS


BRANCO

Olá gente linda ! Hoje iremos falar um pouco sobre o vestido camisa. Sempre posto moda atemporal, estilo que marcaram e continuam atravessando décadas com elegância . Chemisier , como era chamado na década de 60,  ou chemise atualmente, denominação em francês do vestido camisa. Nos anos 20,   a  Grande Depressão que se instalava e […]


Olá gente linda !

Hoje iremos falar um pouco sobre o vestido camisa. Sempre posto moda atemporal, estilo que marcaram e continuam atravessando décadas com elegância .

Chemisier , como era chamado na década de 60,  ou chemise atualmente, denominação em francês do vestido camisa.

Nos anos 20,   a  Grande Depressão que se instalava e se agravou  depois da queda da Bolsa de Valores de Nova Iorque em  1929. Então, a  recessão que impeliu  por toda década de 30, matérias primas eram difíceis de encontrar, por isso as mulheres com a economia escassa , começaram a fazer vestidos tipo camisa , não precisava de muito tecido , o corte era reto   com botoes na frente , com jeito feminino.

Na década de 60, os vestidos camisa, viraram  uma tendência, com cintos encapados do mesmo tecido do vestido, marcando bem a cintura. Estampados, lisos, mas com modelagem  feminina e elegante .

Saindo do famoso anos dourados, começando a década de 70, o vestido camisa, teve alguma modificação, começaram a surgir as famosas batas usadas também como chemise,  entre curto, midi, ou longo. Com variedade de modelagem.

E o famoso vestido camisa continua atravessando décadas … pra noite, pro dia a dia, com tecidos nobres ou  algodão, malha, jeans… mudando modelagem, comprimento, sapatos, acessórios variados estando em harmonia com o tecido do vestido e de  acordo com a ocasião que será usado.

E vamos vestir   chemises,  e sair lindas, femininas, elegantes. Escolha o seu,  o  que mais gosta e parece com você, isso é o mais importante !

Beijos meus amores, até breve com nova matéria !

 

Fonte: imagens tiradas da internet !


Tags:

Compartilhe:

Deixe seu comentário: