A vida na moda antes de Chanel


paul-poiret-port-feature

Alexandre Herchcovitch já lançou band-aids, Jean Paul Gaultier criou móveis e objetos de decoração. O que talvez poucos saibam é que a tradição de diversificar os produtos sob uma marca de moda é ideia antiga, mais precisamente, do início do século passado, com Paul Poiret.


Desenhista de Jacques Doucet, Poiret abriu sua própria casa de costura em 1904, em Paris. Foi ele o grande modificador dos hábitos da alta-costura, fazendo com que ela tomasse uma forma semelhante a que conhecemos hoje. Segundo Poiret, o costureiro não era apenas uma autoridade em matéria de vestuário: “A moda orienta a sociedade. Logo, não existe nenhuma área da estética em que o costureiro não possa opinar”.

Adorador da arte moderna, Poiret tentou promover na França um movimento para enobrecer as artes aplicadas: mobiliário, decoração de interiores, frascos de perfume, desenhos, roupas de mesa, luminárias, bordados, rendas etc.
E foi o que ele fez. Em 1911, mais de 10 anos antes de Chanel, e quase 15 anos antes da Lanvin, ele produzia perfume, sabonete e maquiagem em seu laboratório na Rue Du Colisée, além de fabricar, em uma outra loja, peças de vidraçaria e cartonagem.
Conforme conta Didier Grumbach no livro Histórias da Moda, “com Paul Poiret nasce o reinado do costureiro prometeico. Ele se torna o catalisador dos movimentos de moda cuja filosofia impregna os diversos campos de atuação em que se destaca”.

FONTE: Histórias da Moda, de Didier Grumbach

Tags: , , , ,

Compartilhe:

Deixe seu comentário: